Notícias

Dia Nacional da Fotografia

Dia Nacional da Fotografia: 8 obras com vidro que ficam bem na foto

Para começar 2018 com o pé direito, neste 8 de janeiro é comemorado o Dia do Fotógrafo e Dia Nacional da Fotografia. Por isso, selecionamos oito obras que usam nosso material e que estão entre as mais fotografadas no mundo (e rendem bons cliques para as redes sociais!). Veja a seguir esses verdadeiros monumentos envidraçados!
 
Pirâmide de vidro no Museu do Louvre, Paris (França)

 
Ao ser construída, a pirâmide gerou muita controvérsia, pois a opinião pública era de que um palácio clássico não deveria ter uma construção tão moderna. No fim das contas, nosso material conquistou o coração dos franceses (e do resto do mundo) e hoje é impossível imaginar o Louvre sem a estrutura, que possui 673 placas de vidro de 21 mm de espessura.
 
Burj Khalifa, Dubai (Emirados Árabes Unidos)

Tudo relacionado ao Burj Khalifa é grandioso. Com 381 m de altura, o projeto levou seis anos para ficar pronto. Em sua fachada, foram usados 28 mil painéis de vidro, totalizando uma área envidraçada de 174 mil m². O edifício oferece visão panorâmica de quase 100 km, o que dá visibilidade a grande parte do Golfo Pérsico e a todo o litoral de Dubai.
 
The Shard, Londres (Inglaterra)

O arranha-céu mais alto da Europa é realmente impressionante, com 310 m de altura. À beira do Rio Tâmisa, próximo à Tower Bridge, o prédio corta o horizonte da cidade e já faz parte da paisagem. Com 11 mil placas de vidro, a obra se destaca por sua modernidade em meio ao classicismo de Londres.
 
Emporia, Malmo (Suécia)

O Emporia é um espaço multifuncional, incluindo shopping, prédio residencial e outro comercial, que chama atenção tanto pelo uso do vidro na fachada como pelo formato fluido. O vidro também está presente no interior, separando áreas de interesse de acordo com cores.
 
Bombai Sapphire, Londres

A destilaria da marca de gim de mesmo nome tem duas enormes estufas, feitas com quase novecentos painéis de laminado curvo. Tão chamativo como essas estruturas é o que está dentro delas: as estufas abrigam as plantas utilizadas na fabricação da bebida, cada uma oriunda de um clima diferente (mediterrâneo e tropical).
 
Museu do Amanhã, Rio de Janeiro

Além de todo o acervo em seu interior, o próprio prédio do Museu do Amanhã é uma verdadeira obra de arte, com formas únicas ressaltadas pelo amplo uso de vidros extra clear na fachada. Os painéis favorecem a passagem de luz e a transparência.
 
Louis Vuitton Foundation, Paris

O prédio tem a aparência de uma grande nuvem de vidro. Nosso material reveste toda a estrutura, permitindo que ela seja ao mesmo tempo invadida pela natureza ao redor e mostre seu interior.
 
Zhangjiajie Grand Canyon Glass Bridge, Zhangjiajie (China)

É a segunda maior ponte de vidro do mundo, conectando duas montanhas na província de Hunan. São 430 m de uma ponta a outra — desses, 375 são totalmente suspensos no ar, com apenas nuvens entre a ponte e o chão, 300 m abaixo. A segurança é garantida pelos painéis de laminados triplos, que permitem enxergar todo o espaço abaixo da ponte.
Fonte desta matéria: Abravidro [veja mais fotos no site]