Ciclo Infinito

[h1-cufon]Vidro – Ciclo Infinito[/h1-cufon]
[h2-cufon]Reciclagem do vidro. Quais as vantagens?[/h2-cufon]
Vidro e seu ciclo sem fim
O vidro encontra-se em grande quantidade e é um material de fácil reciclagem, podendo voltar à produção de novas embalagens, substituindo totalmente o produto virgem sem perda de suas qualidades, o que colabora com a preservação de nosso meio ambiente.
A inclusão de caco de vidro no processo normal de fabricação de vidro, reduz o gasto com energia absurdamente: cada 10% de caco de vidro na mistura, economiza-se 2,5% de energia necessária para a fusão nos fornos industriais.

Ciclo de vida do vidro

Os cacos de vidro encaminhados para a reciclagem devem ser separados por cor, para evitar alterações de padrão visual do produto final e reações que formam espumas indesejáveis no forno. Não podem conter pedaços de cristais, espelhos, lâmpadas e vidro plano usado nos automóveis e na construção civil, entre outros itens que comprometeriam a qualidade da produção e da embalagem de forma geral.

  1. Nos sistemas de reciclagem mais complexos, o vidro bruto estocado em tambores é submetido a eletroímã para separação dos metais contaminantes.
  2. O material é lavado em tanque com água, que após o processo precisa ser tratada e recuperada para evitar desperdício e contaminação de cursos d’água.
  3. Depois, o material passa por uma esteira ou mesa destinada à catação de impurezas, como restos de metais, pedras, plásticos e vidros indesejáveis que não tenham sido retidos.
  4. Um triturador transforma as embalagens em cacos de tamanho homogêneo, que são encaminhados para uma peneira vibratória.
  5. Outra esteira leva o material para um segundo eletroímã, que separa metais ainda existentes nos cacos. O vidro é armazenado em silo ou tambores para abastecimento da vidraria, que usa o material na composição de novas embalagens.