Notícias

Evento em São Paulo apresenta soluções para impulsionar cidades inteligentes no Brasil

Connected Smart Cities acontece em agosto e reunirá governos, empresas e entidades para mapear as necessidades dos municípios brasileiros e apresentar caminhos para o desenvolvimento inteligente

Ações, investimentos e resultados direcionados ao desenvolvimento das chamadas cidades inteligentes ganham este ano um novo espaço para debates e exposição de soluções. O Connected Smart Cities, que acontece entre os dias 03 e 05 de agosto no Centro de Eventos Pro Magno, em São Paulo (SP), envolverá empresas, entidades e governos dispostos a propor e a compartilhar melhorias para cidades mais inteligentes, interconectadas, e que aproveitem o processo de modernização para encontrar um ponto de equilíbrio que sustente o aumento populacional das áreas urbanas.
Um relatório divulgado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2014, apontou São Paulo, por exemplo, no quarto lugar do ranking mundial das cidades mais populosas do mundo, com 21 milhões de pessoas – ao lado da capital mexicana, Cidade do México, e de Mumbai, na Índia.
Os dados apontam ainda que atualmente há 28 “megacidades” no globo, contra 10 em 1990, sendo que quatro delas estão na América Latina. E se a população aumenta, cresce também a necessidade de políticas públicas e de investimentos em planejamento urbano, para que os cidadãos interajam com as cidades e impulsionem seu desenvolvimento.
“Acreditamos que uma smart city é aquela que cresce de forma planejada por meio de análises do desenvolvimento de indicadores básicos como economia, mobilidade, governo, meio ambiente, urbanismo e qualidade de vida. O nosso intuito é reunir especialistas, governo e o setor privado para propor soluções que minimizem os impactos dos problemas e ao mesmo tempo aproveitem o potencial da modernidade para elevarmos o maior número possível de cidades ao patamar de cidade inteligente”, enfatiza Paula Faria, diretora da Sator, agência idealizadora do evento.
Durante os dois dias do Connected Smart Cities serão apresentados e analisados projetos em estudo ou já implementados que traduzem os diversos modelos de conectividade. Os participantes poderão conhecer cases bem sucedidos de cidades como Florianópolis, Curitiba, Águas de São Pedro, Recife e Rio de Janeiro, que já pensam e agem de forma inteligente, além de acompanhar a discussão de temas sobre como transformar o modelo de cidade atual em um modelo de cidade inteligente sustentável, questões que a população urbana deve lidar para garantir um futuro promissor para os centros urbanos, como mobilidade urbana, soluções inteligentes para gestão hidríca, recursos tecnológicos, entre outros.
Haverá também uma área de exposição e rodadas de negócios para fomentar a troca de experiências e novas parcerias. “Nossa expectativa é atrair um público qualificado, com capacidade transformadora. Queremos que nos próximos 10
anos, as cidades brasileiras possam subir um degrau ou mais na escala de desenvolvimento, se aproximando dos índices dos modelos das cidades inteligentes do mundo”, ressalta Paula.
Ranking e Prêmio – Também pioneiro no País, a Sator em parceria com a empresa de consultoria Urban Systems, dedicada aos estudos de lógica urbana, inteligência estratégica e análise de risco de investimentos, vai lançar o Ranking Connected Smart Cities. A intenção é auxiliar o mapeamento das cidades com maior potencial de desenvolvimento e mais inteligentes do país, buscando ampliar o conhecimento de investimentos necessários nos centros urbanos. Paula Faria, diretora da Sator, explica que o ranking será proposto após análise de indicadores de inteligência, como: mobilidade, urbanismo, meio ambiente, energia, saúde, segurança, educação, empreendedorismo, tecnologia e inovação.
O Ranking será apresentado no primeiro dia do evento e vai ser seguido pela entrega do Prêmio Connected Smart Cities, também inédito. Será reconhecido o projeto que melhor contribua para a difusão de ideias entre governo, empresas e entidades, e apresente opções de negócios para a resolução de problemas urbanísticos. O prêmio está sendo desenvolvido em parceria com a Neurônio – Ativação de Negócios e Causas, empresa dedicada à realização de prêmios, gestão de projetos nas áreas de desenvolvimento sustentável, responsabilidade social empresarial e empreendedorismo. Poderão concorrer pessoas jurídicas com sede no Brasil.
O Connected Smart Cities conta com a parceria estratégica da Demarest, Urban Systems, Neurônio e Centro de Tecnologia de Edificações – CTE, além de dezenas de organizações, entidades representativas e órgãos governamentais. Mais informações sobre inscrições e grade completa de programação no site www.connectedsmartcities.com.br .
Sobre a Sator
A Sator nasceu em 2005 como uma empresa de produção de eventos, passou a oferecer serviços de comercialização e comunicação para os eventos que organizava e, mais recentemente, descobriu-se como uma organização desenvolvedora de plataformas de negócios, que consiste em identificar, planejar e desenvolver oportunidades por meio de encontros presenciais como seminários, feiras, rodadas de negócios, mídia online e impressa.
A empresa conta com uma ampla experiência na organização de eventos como a Airport Infra Expo, Sustainable Brands, Unomarketing, Ciclo Era Digital, dentre outros.