Notícias

Artista irlandesa produz réplicas de órgãos humanos em vidro

Com o objetivo de promover a conscientização sobre a doação de órgãos, a designer irlandesa Sigga Heimes resolveu criar uma série de peças em vidro reproduzindo os órgãos do corpo humano.
A iniciativa, chamada de Glass Organs, conta com o apoio do Corning Museum of Glass, em Nova York. O local é considerado o maior museu dedicado à arte vidreira, com um acervo de mais de 40 mil trabalhos em vidros produzidos em todo o mundo.
“O projeto foi originado, sobretudo, pela possibilidade de estimular a discussão sobre o tema e lembrar as pessoas da importância da doação”, afirmou a artista.
Sigga desenvolveu peças de variados tamanhos, representando órgãos do corpo humano passíveis de doação, como globos oculares, corações, cérebros e células sanguíneas.
Para a artista, o vidro é uma substância fantástica, dotada de simplicidade e de magnetismo. “O vidro é um material perfeito para chamar a atenção. As formas dos órgãos humanos são de fato muito fluidas, orgânicas e macias, ou seja, perfeitamente adequadas para serem trabalhadas ao vidro”, disse.
Quanto aos métodos de trabalho, Sigga afirma que utilizou as técnicas do vidro soprado. “Usamos as técnicas mais comuns do vidro soprado, nenhuma nova fórmula foi agregada, pois o intuito era mesmo se concentrar no escopo do projeto. A valiosa expertise de toda a equipe envolvida foi fundamental para um excelente resultado”, completa.
Fonte e fotos: Revista Vidro Impresso nº 22

"Como o vidro, os órgãos são extremamente frágeis, mas também fortes e resistentes", afirma a artista
“Como o vidro, os órgãos são extremamente frágeis, mas também fortes e resistentes”, afirma a artista

 
 
 
 
 
 
 
 
Protótipo do cérebro humano, com 16,8 cm de diâmetro
Protótipo do cérebro humano, com 16,8 cm de diâmetro

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
No Glass Lab do Corning Museum of Glass, a artista e sua equipe exploraram técnicas mais comuns do vidro soprado
No Corning Museum of Glass, a artista e sua equipe exploraram técnicas  do vidro soprado

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Sigga desenvolveu peças de variados tamanhos, representando órgãos do corpo humano passíveis de doação
Sigga desenvolveu peças de variados tamanhos, representando órgãos do corpo humano passíveis de doação

 
 
 
 
 
 
 
 
 
Reproduzir os órgãos em vidro foi uma forma de atrair a atenção para o tema
Reproduzir os órgãos em vidro foi uma forma de atrair a atenção para o tema

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A iniciativa, chamada de Glass Organs, conta com o apoio do Corning Museum of Glass, em Nova York
A iniciativa, chamada de Glass Organs, conta com o apoio do Corning Museum of Glass, em Nova York